Logo do Fórmula 1 GP Brasil
 

Bem-vindo ao único site oficial do F1 Grande Prêmio de São Paulo

Adeus, Europa.

Por Castilho de Andrade

     A Fórmula 1 despede-se oficialmente da Europa no próximo domingo, em Istambul. Depois segue para as Américas e Oriente Médio, encerrando a temporada de 2021. Na Europa, foram 15 corridas das 22 previstas para a temporada. O campeonato, entretanto, segue aberto. O GP da Turquia, domingo, começa às 9h e será transmitido com exclusividade pela Band TV e BandNews FM. No sábado, o treino de classificação também será às 9h. 

     Dessa forma, a Europa conta com 15 corridas – incluindo a Rússia, Azerbaijão e a própria Turquia que pertencem tanto ao continente europeu como à Ásia, as Américas com três (Estados Unidos, México e Brasil) e o Oriente Médio com quatro (Bahrein, Catar, Arábia Saudita e Abu Dhabi). A Ásia e Oceania ficaram de fora, outra vez, por causa da Covid-19. 

     A confirmação do Catar, na semana passada, completou o calendário. A corrida em Doha será disputada no dia 21/11, uma semana depois do GP de São Paulo de F1. O país já recebe a MotoGP e reivindicava há anos uma etapa da F1. A realização da corrida ajudará o país a promover mais a Copa do Mundo de Futebol que será disputada no próximo ano entre 19 de novembro e 18 de dezembro. 

      A Turquia recebeu a F1 entre 2005 e 2011 e o brasileiro Felipe Massa, com Ferrari, permanece como o maior vencedor da prova, conquistando os GPs de 2006, 2007 e 2008. No ano passado, a prova voltou a ser disputada e a vitória ficou com Lewis Hamilton, sendo que a pole foi Lance Stroll e a volta mais rápida de Lando Norris. A Turquia quer agora voltar definitivamente ao calendário. 

       Um novo capítulo na disputa entre Lewis Hamilton e Max Verstappen pelo título de 2021 é, mais uma vez, a maior atração da corrida.  

Castilho de Andrade é jornalista especializado em automobilismo e diretor de imprensa do Formula 1 Grande Prêmio de São Paulo.

COMPRE SEU INGRESSO